porco bruto comida conecta
8th ago

Porco Bruto

Olá pessoal do Comida Conecta! Fica meio claro pelo título que falaremos hoje sobre suínos, nossos queridos porcos e sobre as receitas maravilhosas que são feitas a partir dele. Já explicaremos mais sobre o por quê do Porco Bruto, mas não iremos entrar no mérito vegetariano X onívoros. Respeito todas as dietas e escolhas pessoais.

O nome deste post é completamente dedicado ao Piero Bonini, querido amigo de Jundiaí-SP, que tem vasta experiência gastronômica profissional e repertório de receitas maravilhosas! O Porco Bruto é o seu food truck que oferece receitas de charcutaria artesanal (sim, ele mesmo faz) numa pegada simples e muito saborosa.

Antes de chegar nas receitas, tomei um tempo para conversar com ele um pouco sobre essa arte de manter e conservar a carne chamada charcutaria. Começando pela história do cara, e a partir daqui é ele mesmo narrando:

Claro que além do porco o Piero é fã de gastronomia em geral, preparando delícias como choripan caseiro, joelho de porco defumado, costelinhas defumadas, pernil defumado e até produzindo Hidromel e outras receitas alcóolicas.

Ao Porco Bruto!

Apenas algumas imagens dos lanches e porções preparados por ele me mostram que o cara leva muito a sério essa empreitada! Provei pessoalmente o joelho de porco defumado e a costelinha com molho barbecue (feito artesanalmente também). Para quem está em Jundiaí ou até perto da cidade, com certeza fica minha sugestão sincera para conhecer o cara.

Claro que comer é bom, comer algo delicioso é melhor, mas tem aquela parte que é o que realmente quero e procuro por essas andanças e comilanças ao redor do mundo. Conheço esse cara fazem quase dez anos e embora a gente tenha se encontrado poucas vezes pessoalmente, ele carrega uma energia tão boa (que obviamente se chama amor e vai parar nos pratos que ele prepara), que falar de comida com ele é algo mágico! Tá ok, parece forçação de barra, mas é isso que procuro. Conexões feitas na vida que passam pela comida e voltam para a vida.

 

Fonte: Pedro de Toledo de Almeida

Saca só ai do lado esquerdo. Sabe aquele eisbein alemão à pururuca? Esquece cara, não precisa ir para o restaurante chique para comer isso com qualidade.

O Porco Bruto tem sua versão simples mas perfeitamente temperada e defumada, servida com repolho roxo. Pessoalmente eu gosto da versão germânica do sauerkraut, ou o nosso conhecido chucrute, devido a presença de bastante vinagre para conserva.

A versão do Porco Bruto é mais suave e adocicada, com pouco sal para equilibrar o porco. Obviamente, para qualquer apreciador de malte e lúpulo, a combinação é ótima pedida para aquela cerveja gelada ou se você preferir um refrigerante ou suco mesmo.

Na real mesmo comemos tudo com as mãos, até isso o Piero toma conta: você pode pegar luvas descartáveis e comer sem medo de lambuzar os dedos.

Fonte: Pedro de Toledo de Almeida

Agora, outra delicia que provamos foi a costelinha com molho barbecue, defumada artesanalmente. Sei que eventualmente nossa referência deste prato são alguns family dinners como Outback e Applebee’s. Se você gosta, experimente a versão do Piero, por favor. Ele as serve com um delicioso purê de batata. Sim, apenas purê de batata. Mas feito com carinho, supera de longe comer muitas fritas.

Comida realmente conecta. Claro que apenas comida não segura qualquer relacionamento, mas me senti de fato acolhido na cozinha do Porco Burto e sai de alma alimentada com um suíno preparado com perfeição. Caso você conheça cursos, fóruns, lojas ou charcuteiros de plantão, comenta aqui embaixo. Grande abraço e até a próxima!

Comentários (0)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *