17th nov

Mangia che te fa bene

Olá pessoal!
Caso você tenha alguma ascendência familiar italiana, você provavelmente já ouviu essa frase de um parente, certo?Bem…Mesmo que você não tenha, acho provável que tenha ouvido por aí. Bem simples de traduzir para o português “Coma que faz bem!” é um dito clássico para se manter a mesa, se divertindo, comendo bem e rejuvenescendo o espírito.

Pessoalmente? Eu cresci numa família não tão tradicional italiana, mas que sempre teve muito macarrão, lasagna, vinho e molho de tomate na mesa. Meu irmão foi apelidado de Garfield uma época da infância pela quantidade de lasagna que ele comia.

via GIPHY

Por que comida italiana hoje?

Nos últimos tempos eu tive a nostálgica vontade de fazer macarrão como minha avó fazia de vez em quando: Do zero.
Isso amiguinhos onívoros: Ovos frescos, farinha, um fio de azeite e SÓ. Meu melhor amigo vem de uma família que faz isso com pizza, regularmente: Massa, molho, tudo feito do zero!

Felizmente, pratiquei algumas vezes e o resultado deste post foi: Massa fresca com Pesto fresco, com pinoli russo (sim, russo). Para quem não sabe o que é pinoli, estamos falando de uma semente originária de um pinheiro normalmente mediterrâneo. O Pesto por sua vez é uma receita atríbuida a Gênova que leva este nome devido ao verbo “pestare”, moer em italiano. A tradução acaba sendo “pinhão” juntando sementes de  diversas espécies pinaceaes e araucariaceaes

Ok, Pausa! Cade a Massa Fresca?

Voltando…Eu tive que comprar um abridor de massa, como este daqui, para ter um trabalho mais uniforme. Mas apenas com farinha, ovo e azeite, comecei! 150 gramas de farinha, dois ovos, literalmente um fio de azeite e…Mãos à obra!

É meio clássico mesmo, fazer uma montanhazinha de farinha de trigo, quebrar dois ovos, azeite e ir mexendo com as próprias mãos aquela massa grudenta e molhada até tornar forma. A parte mais gostosa disso? Se divertir, relaxar a cabeça, colocando a força necessária para isso tomar vida.

Fonte: Pedro de Toledo de Almeida

Para mim pelo menos, deixei descansar meia hora depois da primeira homogenizada. Não sovei. Só depois de um tempo descansando, comecei a usar bem as articulações e ombro para sovar bem a massa, acrescentando farinha aos poucos. Usei o meu amigo abridor com ajuda da minha esposa.

Voltando para o Pesto!

O por quê falamos que o pinoli é russo é devido ao meu presente de aniversário dado pelo meu irmão. Mais abaixo vocês poderão ver usei uma pequena panela de ferro fundido para secar (bem rapidamente) os grãos em um forno elétrico para ter uma melhor extração dos aromas e para misturar bem com a manjerona fresca que usei para construir essa receita.

Para isso, usei um almofariz para esmagar o pinoli com manjericão fresco, colhido do pé e muito azeite. Muita gente usa também queijo parmesão e alho nas receitas tradicionais, o que eu acho maravilhoso, mas desta vez mantive com o básico mesmo.

Fonte: Pedro de Toledo de Almeida

Outro descanso importante para a massa é antes do cozimento, usamos umas fitas beem compridas de massa fresca e esperamos mais uns 20 minutos para a umidade ir embora. Feito isso, cortamos (algo que exige muita paciência) num tamanho de spaghetti, adicionamos farinha para soltar os fios e…..direto para a panela! 3 minutos apenas de cocção, e voilá!

Depois foi adicionar essa mistura do pesto na panela e aquecer bem pouco para soltar os aromas!

Fonte: Pedro de Toledo de Almeida

Esse resultado aí em cima alimentou duas pessoas (não fartamente ok?). O lance é: Não fiz isso por que o Jaime Oliver mandou na TV, ou por que a Rita Lobo, ou o Olivier ou quem você quiser disse. Claro que respeito a reputação e talento destas pessoas. Mas isso me gerou uma sensação muito difícil de descrever de realização e calma.

Fiz apenas para mim e minha esposa almoçar no domingo. Simples assim. Do zero, com as minhas mãos.
Em épocas de correria e tanta opção da rua de comida boa e farta (gente, por favor, saiam de casa, se divirtam nos restaurantes também, isso não é uma crítica), é uma sensação diferente ter que realmente FAZER um prato até que demorado para você mesmo provar.

Comentários (1)
  • Adorei, coloca o passo a passo da receita. 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *