26th fev

Rinconcito Peruano

Hoje o Comida Conecta vai falar de um pedaço do Peru da cidade de São Paulo, o Rinconcito Peruano. Nem todos conhecem este restaurante, que já conta com 5 unidades na capital paulista e tem um cardápio autêntico e delicioso.

Pessoalmente não tive a chance de ir para o Peru ainda, mas a Natsumi Miyazawa teve a chance de passar alguns dias em Lima depois de conhecer outros países da região.

“Lima é cidade grande mesmo, achei bem moderna, além de me abarrotar de comer, muito ceviche e frutos do mar”.


Voltando para o Rinconcito Peruano, vale a pena conferir a história do Edgard Villar, fundador do restaurante.

Até hoje, no centro paulistano, você irá encontrar peruanos, bolivianos e tantos outros imigrantes vendendo artesanato, trabalhando em confecções e tentando no geral sobreviver na metrópole.

O primeiro restaurante nasceu na Rua Aurora, que para quem não conhece a região, honestamente não é uma das mais bonitas da cidade, mas o menu mostra que os preços são acessíveis e as porções bem servidas. Nas paredes a decoração é de pinturas com feições locais.

Sério, não espere luxo, é um restaurante que serve muitas pessoas em dias de semana e estava cheio quando fomos.

 

Como normalmente muitos associam o Peru com o Ceviche, resolvemos pedir uma porção, junto com um Chicharrón de Pescado (peixe empanado bem sequinho com batatas fritas e um acompanhamento de cebola e tomate) e um Arroz Chaufa com Carne (para mim, um risotão delicioso com carne, cebolinha, ovo mexido e um tempero maravilhoso).

 

Para encerrar qualquer fome, Lomo Saltado, o nosso filet mignon com cebola, tomates e batatas fritas submersas num caldo maravilhoso.

A foto do Ceviche ficou melhor com o link do site do restaurante, as outras tiramos no dia mesmo. Em quatro pessoas boas de garfo, não sobrou nada. Excelente tamanho de porção.

O que vale a pena neste restaurante é o fato de ser completamente autêntico, não encontramos um brasileiro trabalhando lá. Todo o staff local, se esforçando para falar português e atendendo a todos muito bem.

Para terminar, recomendo de olhos fechados tomar a Chicha Morada. Em português pleno, suco de milho roxo com especiarias. Milho roxo? SIM. Roxo.

Dê uma fuçada e você vai encontrar que não só o milho (junto com o trigo também) deu origem as cervejas, mas que na região dos trópicos latinos, ele nasce em diversas cores.

A Chicha Morada é feita com este milho roxo, abacaxi, canela, gravo, temperos e em alguns casos maças.

Sério, não consigo descrever exatamente o gosto, mas para mim, pasmem, tem gosto de chiclete tutti-frutti. Não leve a mal, é refrescante, temperado e saboroso. Obrigatório experimentar!

Espero que tenham gostado, existem outros lugares de culinária peruana, boliviana, enfim, sul-americana no Brasil que valem a pena experimentar, fique à vontade para comentar aqui!
Até a próxima!

Comentários (0)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *