26th set
Comida Conecta">

Inspiração – Chefs ao redor do mundo (parte 2)

Bem, para continuar o post anterior, vou falar de mais alguns chefs que geram inspiração pra mim e para este blog, dá uma olhada!

Thomas Keller (Marine Corps Base Camp Pendleton’s, EUA, 1955)

Alta cozinha. Perfeição. De fato, pouca comida para uma pessoa tão ogra como eu. Mas os pratos que ele elabora são semelhantes a quadros. Ele me inspira quando vejo seus pratos elaborados e tudo o que ele serve na sua “panificadora”, a Bouchon Bakery. Uma grande vontade seria ir no Per Se, localizado na Columbus Circle, ao lado do Central Park em Nova Iorque.
Abaixo um prato do The French Laundry, outro restaurante do chef, localizado em Yountville, California.

2French Laundry Thomas Keller

Ferran Adriá (L’Hospitalet de Llobregat, Espanha, 1962)

Para mim, ele é o filho perdido do Dali. Desconstrução elevada a um nível hardcore. Obviamente não tive a chance a tempo de conhecer o El Bulli, restaurante que o elevou às alturas com as famosas estrelas do Guia Michelin. (em 2011 o lugar se tornou um centro de experiência e criatividade gastronômica).
Mas o termo gastronomia molecular, eu aprendi junto com o nome deste chef. Depois falo mais sobre este assunto.
Abaixo uma concepção dele: Balões esféricos de águas de rosas com toques de lichia (sim, é este o nome do prato)

Ferran Adriá spherical balloons of rosewater with touches of lychee

Alex Atala2Alex Atala (São Paulo, Brasil, 1968)

Paulistano da Móoca, Milad Alexandre Mack Atala me inspirou no Dalva e Dito. Ok, já sabia que o cara era famoso pelo D.O.M e outros projetos. Para mim pelo menos, me inspira a maneira que ele excuta pratos simples da culinária brasileira de uma maneira requintada, num lugar super agradável e bem decorado. Ele também mantém o Instituto Atá, junto com empresários, jornalistas, fotógrafos e antropólogo. A proposta é revisar a própria relação humana com o alimento, com a natureza e com o alimentar-se. A cereja do bolo fica na sociedade do Riviera Bar, em pleno cruzamento da avenida Paulista e a rua da Consolação, na capital paulista.

Massaharu Morimoto (Hiroshima, Japão, 1955)
458058_319467381441248_1576726241_o

Ouso dizer que o primeiro programa que vi na TV sobre culinária era o Iron Chef, aquele modelo original (que contou com edições americanas depois) ainda em japonês dublado para o inglês. A escola dele é de culinária Kaiseki (falaremos mais disso depois), equivalente a culinária tradicional e sofisticada japonesa . Ele também conta com vários restaurantes, mas o que me encanta nele é a personalidade despojada e divertida e a variação entre preparação de pratos japoneses e de cozinha de fusão (fusion food, podemos falar disso depois também). Ele também tem uma casa especializada em lamen, a Momosan Lamen & Sake. Check It out!

Iron Chef momoramen

Jamie Oliver (Clavering, Inglaterra, 1975)Jamie Oliver

Jamie is Fun. Não gosto dele por causa dos restaurantes famosos. Gosto dele por que mesmo com aquela língua presa e um vocabulário usado para você ficar salivando, ele deixa as receitas simples. Cara, sinceramente, não importo em comer fast food, não necessariamente concordo com tudo o que ele fala sobre conservantes (sou réu confesso, como mesmo fast food de vez em quando). Mas….O Jamie é divertido. Comida deve ser divertida a maioria das vezes, seja comendo ou fazendo.
No site dele, você encontra MUITAS receitas, vale muito a pena olhar e testar algumas. Realmente a proposta dos programas que ele cozinha em 15 minutos com produtos mais frescos ou pensando em receber alguém com receitas simples e gostosas me chama a atenção!
Talvez visite novamente Londres com mais tempo para comer lá!

Nestes dois últimos posts quis trazer algumas referências que me fazem salivar sempre. Tenho certeza que poderia ficar um ano falando de pessoas, chefs profissionais, cozinheiros e amigos que cozinham tão bem quanto esses caras. Lembre, não tem a ver se é chique, caro, brasileiro ou estrangeiro. Comenta aí, quero saber quais são as pessoas ou lugares que você adora comer!

 

Comentários (0)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *